O conjunto arquitetônico do Matadouro Modelo de Curityba

A trajetória da ocupação do conjunto arquitetônico do Matadouro Modelo de Curityba está identificada a partir de marcos temporais. O primeiro é 1929, data da inauguração do complexo fabril, cujas instalações permanecem inalteradas até a década de 1940. Em seguida, o ano de 1941 no qual a Prefeitura compra o conjunto arquitetônico do Atuba e faz um inventário, como a descrição e fotografias de todo o conjunto. O terceiro marco é 1945, quando o Governo do Paraná adquire o terreno e as instalações do Matadouro Modelo de Curityba e realiza as primeiras intervenções físicas (reformas e ampliações). Durante 21 anos, diversas atividades passaram pelo Atuba, algumas delas deixaram sua presença no espaço com a construção de barracões e edifícios identificados no levantamento de 1966, ano que marca a instalação da COPEL no Atuba. Por fim, o último marco temporal é 2010, que caracteriza os 44 anos de permanência da empresa nas antigas instalações Matadouro Modelo de Curityba.

1929

mapa 01

Mapa 1: Matadouro Modelo de Curityba - implantação em 1929. O mapa mostra os diversos edifícios que integram o conjunto arquitetônico inicial e destaca sua adequação às exigências impostas pelo Edital n° 6, que estabeleceu os parâmetros construtivos para o estabelecimento. 

1941

1945

mapa 02

Mapa 2: Frigorífico Paraná, antigo Matadouro Modelo de Curityba - situação em 1945.  

1966

mapa 03

Mapa 3: Instalações da Copel no antigo Matadouro Modelo de Curityba - situação em 1966 

2010

mapa 04

Mapa 4: Polo do Atuba da Copel no antigo Matadouro Modelo de Curityba - situação em 2010 

Figura 1: Logomarca do Matadouro Modelo de Curityba - 1929.

Fonte: MATADOURO MODELO. Pavilhão Principal. Plantas, cortes e fachada principal. Curitiba, s/d. Levantamento arquitetônico apresentado em três pranchas, cópia heliográfica. Acervo: Coordenadoria do Patrimônio do Estado da SEAD (Secretaria de Estado da Administração) - Pasta 813. 

Figura 02

Figura 2: Matadouro Modelo de Curityba - 1929 e 2010.

Fonte: Fotografia de 1929 - O MATADOURO Modelo de Curityba. Illustração Paranaense. Curityba: anno 4, n. 6, 30 jun. 1930. (p. 44-45);
Fotografia de 2010: Elizabeth Amorim de Castro.

Compartilhar: