Skip to content

Edifícios Públicos de Curitiba​

Palácio Iguaçu

Ficha Técnica

Denominação inicial: Palácio Iguaçu

Denominação atual: Palácio Iguaçu

Endereço: Praça Nossa Senhora da Salete, s/n° - Centro Cívico

Autor do Projeto Arquitetônico: Arquiteto David Xavier Azambuja

Data do Projeto Arquitetônico: 1951-1952

Data de inauguração: 19 de dezembro de 1954

Edifício original: Ampliado

Área Total Construída: 13.950,40 m²

Número de Pavimentos: 4 + 1 subsolo + 2 pavimentos intermediários

Técnica Construtiva: Concreto armado

Tipologia: Blocos agrupados

Linguagem: Modernista

Tombamento Estadual: 05/2003, Inscrição Tombo n° 169-II

Palácio Iguaçu, em Curitiba.

Ilustração 1: Palácio Iguaçu, em Curitiba.
Desenho: Daniel Gonçalves – Séphia Design.

É de estilo brasileiro contemporâneo e tem a aparência de uma imensa caixa retangular de cristal, suspensa em corpo avançado sobre colunas de mármore branco recuadas, que a atravessam até a laje de cobertura, formando assim as duas marquises que limitam o grande vitral: uma aos 6,50m de chão, protegendo o desembarque e embarque de passageiros de automóveis, e outra, aos 21,50m, abrigando o Grande Balcão; abaixo do Grande Balcão, com um recuo de 4,50m das colunas, assentando essa imensa caixa de cristal sobre a parede frontal um pedestal corrido com 105m de granito polido “ouro velho”, na qual se encontram três portais emoldurados de granito apicoado, com as dimensões de 5m de altura por 3,5m de largura, sendo que o central ostenta ao cimo a palavra “Iguaçu”, ladeada pelos Escudos da República e do Estado.

Interiormente o grande vitral de cristal, com 109,50 x 15m, que abrange toda a fachada sul do Edifício, expõe o impressionante quadro vivo que é a vista do centro da Cidade de Curitiba, com a ampla Avenida Candido de Abreu que dá acesso ao centro cívico, o monumento do centenário, a catedral metropolitana, e dezenas de arranha-céus que disputam a primazia da altura.

PARANÁ. 1955. Relatório do exercício de 1954 da Comissão Especial de Obras do Centenário, encaminhado pelo Engenheiro Ivo Arzua Pereira ao Governador Bento Munhoz da Rocha Netto em 1° de março de 1955. In PEREIRA, Ivo Arzua. Comissão Especial de Obras do Centenário do Paraná – CEOC (Lei Estadual n° 674, de 29/08/51) – Síntese Histórica. Curitiba: Assembléia Legislativa do Estado do Paraná, 2008. (p. 35)

Compartilhar:
Scroll To Top